THE STRAIN — “New Horizons” – Season 4, Episode 4 (Airs August 6, 10:00 pm e/p) Pictured (l-r): Michael Reventar as Raul, Miguel Gomez as Augustin “Gus” Elizalde. CR: Shane Mahood/FX

Review The Strain S4E04  – ‘New Horizons’ (Download)

 

 

A real ameaça pode assumir qualquer forma. Subestimado, frio, calculista, extremamente manipulador e presunçosamente pretensioso são apenas alguns traços que Richard Sammel dominou.

Sua teatralidade diante de um espelho de maquiagem, enfrentando o Setrakian de David Bradley ou surgindo subitamente com seu líder, Sammel floresceu como Eichhorst. É por isso que suas ameaças são arrepiantes, porque seu compromisso e crença são absolutos.

Aqui está um homem com o qual não se deve contar, não se deve barganhar e nunca confiar. Por mais semanas do que eu gostaria de mencionar, Eichhorst tomou o assento traseiro, tocou o segundo violão ou não recebeu nenhum tempo de destaque na tela, mas ‘New Horizons’ serve como uma lembrança do que Sammel traz para o papel.

À medida que os planos começam a tomar impulso, fica claro que “O Mestre” tem algo oculto em sua mente, o que inclui o cultivo de seres humanos, campos de concentração e um estado totalitário com mínimas escolhas. Enquanto os nossos heróis permanecem resistindo como sempre, seja revivendo transgressões passadas, raptando seus sequestradores ou invadindo um conjunto de armamentos fortificados.

 

 

Onde The Strain ganha vida esta semana, além da necessidade narrativa de seguir em frente, é através de elementos dramáticos. Os personagens considerados por alguns como frios e calculistas, revelam algo novo surgido do encarceramento, desespero e necessidade emocional.

O fator de choque nos é servido momentos antes dos créditos finais subirem, em uma revelação que começou a ser construída nos trabalhos de base apresentados em anos anteriores.

Uma coisa é ouvir falar de linhas de produção, ganchos de carne e desmembramento, discutidos como se estivessem fazendo um PF (prato feito). Outra é enfrentar a chocante realidade. Não antes do tempo, é aqui que finalmente chegamos ao ponto central dessa postagem.

Falar sobre a colheita humana, a escravidão doutrinada e a utilização de embriões não é para quem tem o coração fraco. Isso pode ser uma coisa comum para alguns, mas para outros, são palavras de ódio para vender jornal aos que desejam ver o sangue jorrar.

 

 

Estes podem ser tempos liberais e a informação pode não ser mais a mercadoria preciosa que era, mas, por alguma razão, as pessoas se tornaram menos tolerantes.  Uma ironia que falhou em escapar de mim, se alguém quiser me questionar mais tarde.

O que eles não entendem é que a televisão, como qualquer outro meio de entretenimento, é de valor somente se as informações valiosas e temas relevantes forem abordados.

E o que The Strain pretende fazer quando alcançamos o ponto intermediário desta temporada final é abordá-los.

Ao falar sobre armas de destruição em massa, abordar idéias e temas desconfortáveis  que alguns podem considerar desagradáveis, continua a responder corajosamente aos opositores e nos dar um entretenimento sólido.

 

Fonte: The Strain Season 4 Episode 4 Review – ‘New Horizons’

Comentar via Facebook

Comentário(S)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *